quarta-feira, 3 de junho de 2009

É bom saber...

"Ele é um mentiroso. Sempre fui frontal. O contrato do Nuno Santos só termina no final deste mês... mas o clube deixou de ter interesse nos seus serviços. Se sai magoado é um problema dele. Quem manda aqui sou eu. Não é ele, nem o treinador."
Emílio Macedo da Silva em declarações ao "Record"
Com esta resposta "enervada" sobre as acusações de Nuno Santos ficamos a saber que o guarda-redes falava a verdade sobre "certos" assuntos e também já sabemos a quem pedir responsabilidades sobre os constantes falhanços nas contratações dos últimos tempos. Agora é escusado vir dizer que as contratações têm o aval da equipa técnica e bla bla bla...

5 comentários:

Agostinho disse...

Nuno Santos está na moda. É natural. Atendendo aos jogos que efectuou ao longo de três anos, teve bastante tempo para fazer amigos...

Nuno Santos como atleta roça o medíocre. Um aborto comparado a alguns que continuam no nosso plantel. A sua dispensa peca unicamente por tardia.

Quanto à última frase... Não percebi se o Presidente estava a tentar convencer alguém disso mesmo ou se estava a tentar convencer-se a ele próprio.

Diogo Ferreira disse...

Já desejei a melhor sorte do Mundo ao Nuno Santos num outro blog, mas realmente, mais do que isso não consigo entender a razão de tanto barulho, para um jogador que pouco foi utilizado no VSC. O unico erro que a direcção cometeu, foi-lhe ter dado a noticia tarde, poderiam ter feito mais cedo.

Pantic disse...

Caro Agostinho e caro Diogo Ferreira,

estou de acordo que Nuno Santos não é, de todo, o tipo de jogador que o Vitória precisa. Tem amor pelo Clube? Também eu tenho e não sou contratado. Anima o balneário? Para isso contrate-se um animador, ou um palhaço. A única coisa para que servia era para aquecer no intervalo. Aliás, neste último jogo em casa (dos pouquíssimos que jogou) os suplentes nem aqueceram no intervalo. Se é para ter um impulsionador do "meiínho" ao intervalo, posso ir lá eu, e não levo dinheiro :)

Agora o que não pode passar despercebida é a atitude da Direcção, que sempre gosta de dizer que o seu trabalho é feito em conjunto com a equipa técnica. Quando vierem mais meia dúzia de sacos, já sabemos quem é o único responsável por isso - é quem manda.

Diogo Ferreira disse...

Pantic, estou de acordo contigo, não digo o contrário, aliás, no meu comentário menciono atitude menos correcta da direcção.

Agostinho disse...

Tem amor pelo Clube? Não brinquem com coisas sérias. Tinha era amor pelo ordenado que recebia por fazer coisa nenhuma. Aliás, toda esta azia é resultado da ida para o desemprego... Se estava tão preocupado com o Clube que tivesse falado antes de ter levado um pontapé. Mas não é o único... Enquanto ganham o seu, estão caladinhos e é tudo um mar de rosas. Quando deixam de receber aí já estão tremendamente preocupados com o rumo do Clube. Pois...

Se as coisas são feitas em consonância com a equipa técnica não sei... Agora, num plano teórico, quem de facto deveria mandar deveria ser o Presidente. Foi para isso que foi eleito. É ele que tem de assumir as responsabilidades. O problema é que normalmente quem manda de facto, não precisa de o apregoar. É um líder e as pessoas reconhecem-lhe esse estatuto...

Precisaria o senhor corrupção do clube azul vir dizer que é ele que manda no Porto? E alguém duvida que de facto é ele que manda? São as tais diferenças...