segunda-feira, 2 de junho de 2014

Festivais Gil Vicente 2014


  



"Os Festivais Gil Vicente, a grande festa do teatro da cidade de Guimarães, apresentam nesta edição uma programação construída à volta de textos e autores incontornáveis da cultura teatral. Desde os clássicos como “A Tempestade”, de Shakespeare, apresentado pela companhia galega Voadora, com encenação de Marta Pazos, ou “Tartufo” de Molière, encenado por Rogério de Carvalho e interpretado pela Companhia de Teatro de Almada, até ao rebelde Bernard-Marie Koltès, num dos textos mais marcantes do teatro contemporâneo, “Na Solidão dos Campos de Algodão”, igualmente encenado por Rogério de Carvalho, numa produção do Teatro Oficina, os nossos espetadores terão ainda a ocasião de descobrir alguns dos textos mais brilhantes da dramaturgia do século XX. De salientar ainda a interpretação pela reputada companhia belga tg Stan, de “Trahisons”, um belíssimo texto de Harold Pinter, nome gigante do teatro contemporâneo, sempre perturbador e atual. Teremos ainda oportunidade de renovar o encontro com o encenador Nuno Cardoso, na sua estreia de “Demónios”, do poeta e dramaturgo sueco Lars Norén, outra figura de referência do teatro do nosso tempo. Finalmente, ocasião ainda para descobrir a deliciosa obra coletiva “Ozzzzz”, assinada por um coletivo de jovens intérpretes e encenadores: Alfredo Martins, Cláudia Gaiolas, Paula Diogo, Estelle Franco e Luis Godinho.
Os Festivais Gil Vicente não estariam completos sem a vertente formativa e festiva que sempre os caracterizaram e onde o teatro se afirma como espaço de poética, de tertúlia e de encontro de gerações. Um programa que inclui um workshop com Luís Madureira, bem como a participação de alguns dos mais importantes projetos de formação teatral desta região, tais como o Balleteatro, a Universidade do Minho, a ESAD de Vigo e as Turmas de Iniciação Teatral do Teatro Oficina. Encontros com artistas, espetáculos informais e tertúlia acontecem à noite no meeting point do festival, no Círculo de Arte e Recreio.
Bom Festival! Viva o Teatro!"

Nenhum comentário: